Atualizações Recentes Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • Gustavo Serrate 23:13 em 8 de May de 2017 Link Permanente | Resposta  

    Continuity matters ? 

     
  • Gustavo Serrate 23:14 em 13 de April de 2017 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , Ridley Scott   

    “Nós somos muito sortudos de que nos permitam fazer o que fazemos”

    Ridley Scott
     
  • Gustavo Serrate 12:50 em 30 de March de 2017 Link Permanente | Resposta  

    perdão 

    “Nunca a alma humana surge tão forte e nobre como quando renúncia à vingança e ousa perdoar uma ofensa.”

     ―Charles Chaplin

     
  • Gustavo Serrate 12:59 em 28 de March de 2017 Link Permanente | Resposta
    Tags: amigos, , john fusco   

    bons camaradas 

     
  • Gustavo Serrate 11:23 em 21 de March de 2017 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , Quote, ,   

    “Those who don’t believe in magic will never find it.”

    Roald Dahl, 1979
     
  • Gustavo Serrate 21:48 em 6 de March de 2017 Link Permanente | Resposta  

    Entrevista com o criador de LOGAN
    https://www.vice.com/pt_br/article/entrevista-james-mangold-logan

     
  • Gustavo Serrate 21:47 em 6 de March de 2017 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , faroeste, Logan, western, Wolwerine   

    “Os filmes de faroeste e de samurais de maior sucesso são poderosas alegorias sobre o tempo e lugar onde foram feitos, não o tempo e o lugar onde se passam.”

    James Mangold
     
  • Gustavo Serrate 17:30 em 22 de February de 2017 Link Permanente | Resposta
    Tags: , , , Longa-metragem, , Sujeira, Wong Kar Way   

    Chungking Express 

    Descobrir Chungking Express, do Wong Kar Way, é um ato de sincronicidade com uma perspectiva cinematográfica.

    Wong Kar Way estava empacado na edição de um longa-metragem*. Não conseguia passar de uma determinada parte da montagem e então decidiu parar e fazer um outro filme, que tivesse mais fluidez e liberdade narrativa, com uma edição leve e ágil, justamente para adquirir nova energia para o projeto empacado. O resultado foi esse filmão, Chungking Express, um filme sobre situações urbanas, e tudo saiu como ele esperava, pois depois disso Kar Way conseguiu a energia e renovação que precisava para prosseguir com o projeto anterior.

    A consonância que vejo com meu projeto, é que estou preparando o roteiro de um longa-metragem para filmar ao longo de 2017. Quero começar depois do carnaval, esse projeto, com nome ainda provisório, nasceu da percepção conjunta com o Rodrigo Huagha ( Outro cineasta de Brasília, parceiro de projetos ) de que gastamos muita energia no passado produzindo curta-metragens, e que se tivéssemos dedicado a mesma energia para produzir um longa-metragem, teríamos alcançado um público muito maior. Isso se deve ao fato de que por natureza, o curta-metragem tem vida pequena, sofre com o pouco interesse do público, além de não obter nenhum respeito sequer no meio cinematográfico. O longa, por sua natureza, já nasce em outro nível, em outro patamar. Não que eu dê menos valor ao curta por conta disso, mas certamente o longa-metragem poderia dar mais projeção a nossa carreira cinematográfica. Daí nasceu a idéia de criar um longa marginal, com produção extremamente barata e simplificada ( cinema de guerrilha / cinema de rua ) somando esforços, pensando em produções rápidas. Para atingir esse objetivo, decidimos criar um longa de fragmentos, o personagem principal será a cidade de Brasília, narrada através de pequenos fragmentos de um minuto cada, em que alguns personagens aparecem aqui e ali, entrelaçando a narrativa. Chungking Express não adota essa mesma estética, mas trás esse grau de liberdade, e de produção simplificada que buscamos.

     
  • Gustavo Serrate 19:13 em 13 de February de 2017 Link Permanente | Resposta
    Tags: , inglês, , , writting   

    Oliver Sacks – I am a storyteller 

    I am a storyteller, for better and for worse.

    I suspect that a feeling for stories, for narrative, is a universal human disposition, going with our powers of language, consciousness of self, and autobiographical memory.

    The act of writing, when it goes well, gives me a pleasure, a joy, unlike any other. It takes me to another place — irrespective of my subject — where I am totally absorbed and oblivious to distracting thoughts, worries, preoccupations, or indeed the passage of time. In those rare, heavenly states of mind, I may write nonstop until I can no longer see the paper. Only then do I realize that evening has come and that I have been writing all day.

    Over a lifetime, I have written millions of words, but the act of writing seems as fresh, and as much fun, as when I started it nearly seventy years ago.

     
  • Gustavo Serrate 19:08 em 13 de February de 2017 Link Permanente | Resposta
    Tags: escrever, , , ,   

    O ato de escrever 

    “I rarely look at the journals I have kept for the greater part of a lifetime. The act of writing is itself enough; it serves to clarify my thoughts and feelings. The act of writing is an integral part of my mental life; ideas emerge, are shaped, in the act of writing.”

    “Eu raramente olho para os meus diários que mantive a maior parte da minha vida. O ato de escrever, por si mesmo, é suficiente; serve para clarear meus pensamentos e sentimentos. O ato de escrever é uma parte integral da minha vida mental; idéias emergem, são moldadas, no ato da escrita”

    • OLIVER SACKS

    https://www.brainpickings.org/2015/06/19/oliver-sacks-thom-gunn-writing/oliversacks_onthemove24-1

     
c
escrever novo post
j
post seguinte/ comentário seguinte
k
post anterior/comentário anterior
r
Resposta
e
Editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
vá para login
h
mostrar/ocultar ajuda
shift + esc
Cancelar